Tecnologia com ozônio aumenta tempo de prateleira



Equipamento auxilia no método de desinfecção de frutas, legumes, verduras e carnes. 

Uma tecnologia desenvolvida no Brasil permite aumentar o tempo de prateleira dos alimentos. A chamada shelf life é elevada devido a um gerador de ozônio desenvolvido pela Panozon Ambiental S/A, de Piracicaba (SP) e usado nas câmaras frias de armazenamento. Com isso frutas, legumes, verduras e carnes duram mais além de reduzir odores indesejáveis.

Chamado de Oxiativa CF a ideia é atender a uma necessidade do mercado interno e trazer uma solução para aumentar o tempo de vida útil da armazenagem, por meio de uma aplicação que seja segura, contínua e consistente. A vida útil do equipamento é calculada em 10 anos, bem acima da de equipamentos semelhantes importados da China. “Hoje, o Brasil está entre os três maiores exportadores agrícolas do mundo, porém boa parte dos alimentos não chega até o destino final. 80% das frutas e verduras é perdido no transporte e nas centrais de abastecimento”, explica o Eng. Agrônomo Marco Aurélio Frossard, especialista em tecnologia pós-colheita de frutas para exportação. 

Um dos ganhos ao se utilizar ozônio é o controle de liberação do etileno em frutas e a desinfecção de verduras e legumes, o que garante maior tempo de prateleira. O gás é liberado de forma automática, podendo aumentar ou diminuir conforme um sensor.  Pela sua capacidade de limpeza e eliminação de vírus, fungos e bactérias, o produto também é indicado para uso em frigoríficos e peixarias. 

Por ser fabricado com tecnologia própria o equipamento custa menos ao consumido, em torno de R$ 4.300,00.

* Com informações da assessoria de imprensa

Fonte: AgroLink